Other Category

LAGOA GRANDE EM PATOS DE MINAS

Patos de Minas tem uma participação expressiva no Estado de Minas Gerais, sendo cidade pólo regional. A pujança de seu povo eleva o seu crescimento e ainda, impulsiona o desenvolvimento de cerca de 20 outras cidades vizinhas.

PATROCINIO

Patrocínio é um município brasileiro do Estado de Minas Gerais. Sua população contada em 2010 pelo censo era de 82.541 habitantes.Patrocínio é o principal centro da microrregião de Patrocínio, que pertence à mesorregião do Triângulo Mineiro - Alto Paranaíba. Tem uma área de 2.866 km²..

UBERLÂNDIA

Uberlândia é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais. A cidade localiza-se no Triângulo Mineiro e também pertence à mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e microrregião de mesmo nome, localiza-se a oeste da capital do estado, distando desta cerca de 556 km. .

UBERABA

É uma das cidades que mais crescem no Brasil, contando com mais de 175 bairros e um crecimento populacional de aproximadamente 4.000 hab.por ano.

ARAXÁ

O topônimo "Araxá" significa terreno elevado e plano, planalto, chapadão, região mais elevada do que qualquer sistema orográfico e "Araxás: Indígenas que viviam no tabuleiro elevado do extremo oeste de Minas Gerais"

28 de dez de 2011

Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba têm apenas 56 leitos de UTIs Neonatais




Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba têm apenas 56 leitos de UTIs Neonatais
Dona de casa esperou 12 horas para realizar o parto de trigêmeos.
Um dos filhos estava morto.
































Dona de casa foi atendida em Patos de Minas
(Foto: Reprodução TV Integração)

Um levantamento da Secretaria Estadual de Saúde feito em 2010 mostra que as regiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba têm 281 leitos de UTIs, sendo que 56 são para recém-nascidos. Na terça-feira (20), a dona de casa Elza de Fátima Pereira esperou quase 12 horas para ser transferida para um hospital com UTI Neonatal disponível e acabou perdendo um dos três filhos.

Ela chegou à Santa Casa de Araguari, no Triângulo Mineiro, já em trabalho de parto, mas o médico responsável disse que não faria o parto, pois só havia um leito de UTI Neonatal disponível no hospital. A secretária de Saúde de Araguari, Iolanda Coelho, informou que na Santa Casa são oito leitos de UTI Neonatal credenciados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e todos estão ocupados. Disse ainda que a grávida foi atendida por um obstetra que, ao verificar a necessidade do parto, acionou a Secretaria de Saúde que, por sua vez, acionou o SUS Fácil e a Central de Regulação.

Como em Uberlândia também não havia leitos, foram tentados outros municípios, até que houve a liberação em Patos de Minas.

Para dar à luz aos filhos prematuros, Elza de Fátima Brito teve que viajar de ambulância 250 quilômetros de Araguari até Patos de Minas. Segundo o ginecologista e obstetra, Sérgio Piau, ela chegou com dez centímetros de dilatação e com indicação de cesariana absoluta. Além disso, corria o risco de ter um dos bebês durante o trajeto de Araguari a Patos de Minas. O terceiro bebê de Elza de Fátima nasceu morto. Segundo o pediatra que acompanhou o parto, a criança estava morta há mais de um dia.
Saiba mais:
Grávida de trigêmeos perde um dos bebês e passa 12 horas à espera de atendimento em MG
Depois de viajar cerca de 250 quilômetros e de esperar quase 12 horas, a dona de casa Elza de Fátima Brito Pereira conseguiu dar à luz a dois dos três filhos que esperava. Uma menina, segundo o pediatra Vander Guimarães, já estava morta no útero da mãe há algum tempo.

Os dois bebês prematuros de quase sete meses nasceram depois de meia hora de cirurgia no Hospital São Lucas, em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. A dona de casa saiu de Araguari, no Triângulo Mineiro, de ambulância, depois de tentar ser atendida em outros hospitais.

O drama começou na manhã desta terça-feira (20). A mulher chegou à Santa Casa de Araguari já em trabalho de parto por volta das 6h. Ela foi atendida, mas segundo a avó das crianças, Lúcia de Fátima Brito Pereira, o médico responsável disse que não faria o parto porque havia apenas um leito de UTI Neonatal disponível no hospital.

Durante todo o dia a família tentou conseguir os leitos. Chamou a Polícia Militar e depois procurou Ministério Público. Por volta das 17h30, a grávida foi levada para o hospital particular em Patos de Minas.

O médico que recebeu a paciente na cidade do Alto Paranaíba garantiu que o caso era grave. “Ela chegou com 10 centímetros de dilatação e com indicação de cesariana absoluta. Então tinha que ser feito o parto imediatamente. A gestante correu risco de ganhar esse neném durante a viagem”, disse ginecologista e obstetra, Sérgio Piau.
Saiba mais
Grávida de trigêmeos passa 12 horas à espera de atendimento em MG

O médico informou ainda que a unidade não tinha leitos de UTI Neonatal disponível, mas o hospital improvisou duas incubadoras para acolher a paciente. “Nós temos 20 vagas e todas estavam ocupadas. Tivemos que adaptar já que os hospitais de Araguari, Uberlândia e Uberaba estavam lotados”, acrescentou.

O pediatra Vander Guimarães, que recebeu a gestante, informou que a única menina já estava morta. “O bebê já estava morto, independente da demora no atendimento”, disse.

O parto foi acompanhado pela equipe da TV Integração, afiliada Rede Globo. Na entrada do centro cirúrgico a enfermeira saiu com a primeira criança e, cinco minutos depois, com a segunda.

Mãe precisa de ajuda para ficar na cidade, ao lado dos filhos
Elza de Fátima Brito Pereira deve receber alta na manhã desta quinta-feira. Contudo, segundo o hospital, ainda não há previsão para a saída dos bebês. Com isso, ela terá de ficar na cidade e disse que não tem condições de se manter. Segundo a cunhada, Rosilene Aparecida Custódio, uma moradora de Patos de Minas cedeu moradia para que ela, a mãe dos meninos e a avó possam ficar. “Nós estamos precisando agora de roupas para a minha cunhada e comida mesmo”, disse Rosilene.

As doações podem ser entregue no Hospital São Lucas, que fica na Rua Maestro Randolfo, número 60, no Centro. A mãe ainda não escolheu o nome das crianças. Todos passam bem.
A secretária de Saúde de Araguari, disse, também, que a ambulância foi solicitada pelo hospital por volta das 16h40 e que às 17h o veiculo já estava na porta do hospital. Segundo o advogado do Hospital Santa Casa em Araguari, Danilo Coelho, por volta das 10h o nome da grávida deu entrada no Sistema Único de Saúde (SUS) Fácil e às 11h15 o Hospital de Clinicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) negou a reserva por falta de vagas. Foi então que foi feito um recadastramento no sistema e o plantonista certificou a vaga em Patos de Minas às 16h.

O superintendente da Gerência Regional de Saúde (GRS), Daltro Catani, disse em entrevista à TV Integração, afiliada Rede Globo, que a disponibilidade de vaga em Patos de Minas foi liberada às 14h. (Assista ao vídeo da reportagem)

Confira o levantamento da Secretaria Estadual de Saúde de leitos de UTIs nestas cidades citadas: Municípios Leitos de UTI Neonatal
Araguari 26 8
Patos de Minas 57 21
Uberlândia 72 14

23 de dez de 2011

Entrega de cestas básicas pela PM em Prata/MG





Entrega de cestas básicas pela PM em Prata/MG

Em um gesto de solidariedade e amor ao próximo, policiais militares da Cia de Prata,
realizaram a entrega de cestas básicas para a comunidade carente daquele município.
Com a participação de todos os militares da Companhia de Prata, foi possível montar
mais de trinta cestas básicas, as quais foram entregues pelos próprios militares.
A ação dos policiais renderam elogios de toda a comunidade de Prata, bem como órgãos
de imprensa, que fizeram questão em divulgar ato tão singelo, mas tão singular dos
representantes da Polícia Militar naquele município.

10 de dez de 2011

POETA PAULO FRANCO PUBLICOU - SER HERÓI




Ser herói:

Ser herói é lutar pela desigualdade, pela
Maldade, corrupção ou todos os atributos
Do reino das trevas em que vivemos...
Você pode ser um herói, só tem que começar
Agora!
Se fossemos unidos formaríamos um exercito
De heróis...

Dessa forma poderíamos vencer a desigualdade
O roubo, a corrupção e o desamor...
O herói não deteve a sua visão em si próprio...
Ele olha para um todo, um povo ou uma nação...
Todo povo precisa de um herói...