Other Category

19 de out de 2011

Patos de Minas por Paulo Franco

Av. Getulio Vargas - Centro de Patos de Minas -


Está situada na Região do Alto Paranaíba e na Mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Segundo estatísticas do IBGE de 2009 sua população é de 141.692 habitantes. Considerada pólo econômico regional, é a maior cidade do Alto Paranaíba, região composta por dez municípios. A cidade ganhou projeção nacional através da Festa Nacional do Milho realizada no mês de maio, movimentando vários setores da economia.
As suas principais atividades econômicas são a agropecuária e a agricultura.
Patos de Minas ocupa uma posição privilegiada no ranking das cidades mineiras, figurando entre as 20 maiores cidades do Estado de Minas Gerais em arrecadação geral de tributos do estado e a 16ª maior cidade de Minas Gerais em população.
Um levantamento feito pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA) e publicado pela revista Veja em 2001 apontou Patos de Minas como o quinto município com maior desenvolvimento socioeconômico, entre 1970 e 1996. Foram pesquisados cinco mil municípios brasileiros, de 50 a 500 mil habitantes.
Segundo dados do IBGE de 2008, Patos de Minas ocupa juntamente com outros municípios mineiros, a 3ª posição no ranking mineiro dos municípios com melhor IDF (Índice de Desenvolvimento Familiar) e um dos melhores no Brasil.
  • Índice de Desenvolvimento Familiar: 0,610
  • Acesso ao trabalho: 0,800
  • Disponibilidade de recursos: 0,740
  • Desenvolvimento infantil: 0,720
  • Condições habitacionais: 0,890
  • Acesso ao conhecimento: 0,510
  • Vulnerabilidade: 0,720
Vários fatores contribuem para o sucesso econômico e social do município, entre eles a localização privilegiada, que liga a cidade a grandes centros comerciais como São Paulo, Uberlândia e Belo Horizonte, facilitando o intercâmbio comercial, o desenvolvimento ordenado e a qualidade de vida da população

O processo de colonização da região, ocupada hoje pelo município de Patos de Minas e distritos vizinhos teve início, provavelmente, na metade do século XVIII, período que antecede a descoberta do ouro nas regiões das minas com o movimento das entradas e bandeiras rumo às terras de Paracatu.
A picada de Goiás foi o primeiro caminho oficial aberto das Minas Gerais ao território de Goiás. A partir desse período, encontra-se registrada a denominação "Os Patos" para designar a povoação à beira desse caminho. O município surgiu às margens das fontes de águas do caminho de São João del-Rei a Paracatu em busca de ouro.
A doação de terras a Santo Antônio, em 1826, para edificação de um templo e para acomodar os povos, por parte de Antônio Joaquim da Silva Guerra e de sua mulher Luísa Correia de Andrade, propiciou a origem do Arraial de Santo Antônio da Beira do Paranaíba. A criação da vila ocorreu em 1866 e a instalação em 1868.
O surgimento da cidade
A cidade de Patos de Minas surgiu na segunda década do século XIX em torno da Lagoa dos Patos, onde segundo as descrições históricas existia uma enorme quantidade de patos silvestres. Os primeiros habitantes foram lavradores e criadores de gado, sendo muito visitados por tropeiros. O povoado, à beira do rio Paranaíba, cresceu, virou arraial e depois vila, a devota vila de Santo Antônio dos Patos.
Em 24 de maio de 1892, o presidente do estado de Minas Gerais eleva a vila à categoria de cidade de Patos de Minas. Em 1943, o governo do estado mudou o nome para Guaratinga, provocando insatisfação na população. Atendendo aos apelos populares em 3 de junho de 1945, muda novamente para Patos de Minas para distingui-lo de Patos da Paraíba, município mais antigo. Seu aniversário é comemorado em 24 de maio, ocasião em que se realiza a "Festa Nacional do Milho".
No início da década de 1930, com a ajuda do governador Olegário Maciel, sendo prefeito o Sr. Clarimundo José da Fonseca Sobrinho(Camundinho), foram construídos simultaneamente a Escola Normal, Escola Estadual Marcolino de Barros, Fórum e o Hospital Regional. Que deram uma dimensão nas áreas de educação, justiça e medico-hospitalar.
No pós-guerra e sobretudo na década de 1950, Patos registrou um notável crescimento, que fez o número de habitantes saltar de 64 mil, em 1950 para 97 mil em 1960. Um crescimento que deveria aumentar com a mudança da Capital Nacional para Brasília em abril de 60.
Ao invés de uma década de triunfo, uma década de frustração. Principalmente pela emancipação política de dois importantes distritos em 1963: Lagoa Formosa e Guimarânia. Muitos patenses mudaram-se para Brasília. Que reduziu drasticamente a população, cerca de 20 mil habitantes, e o animo do povo.
Na década de 1970, raiou a esperança de crescer e o município não perdeu a chance. A construção da BR-050 em 1972, da BR-365 em 1974 e a descoberta de uma gigantesca jazida de Fosfato na Rocinha abriu as portas para o desenvolvimento.
Os gaúchos implantaram suas fábricas de sementes em Patos, Agroceres em 1974, com a atividade reforçada pelo milho híbrido em 1975.
Infraestrutura
Igreja Matriz de Patos de Minas.
Desenvolvimento sustentável
A cidade é moderna, limpa, bem organizada, de topografia plana e clima agradável (variando de 17 °C a 32 °C). A infraestrutura é adequada para receber pessoas e investimentos.
Cerca de 99% das ruas da cidade são asfaltadas e possuem iluminação pública.
Quase a totalidade dos habitantes (97%) são beneficiados com água tratada de excelente qualidade. O sistema de abastecimento de água da Copasa em Patos de Minas foi premiado duas vezes pela ABES - Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, recebendo o Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento.
Em 2002, o sistema de esgotamento sanitário atinge cerca de 98% da população.
Saúde
A área da saúde é destaque no Estado de Minas Gerais e no Brasil, devido, entre outros fatores, aos programas desenvolvidos, aos postos de assistência localizados em áreas estratégicas e aos baixos níveis de mortalidade infantil registrados. Os hospitais particulares e públicos tem capacidade de 300 leitos atendendo também em cidades vizinhas. Os hospitais contam com uma equipe médica de alta competência sendo constantemente elogiada, e uma infra-estrutura habilitada, com equipamentos de alta tecnologia para melhor desempenho de suas funções se tratando de saúde.
Educação
A rede escolar possui boa infra-estrutura, entre escolas estaduais, municipais e particulares, do ensino infantil ao 2º grau e do profissionalizante ao universitário. Em 2000 a rede municipal atendia mais de 10 mil alunos e a evasão escolar era quase nula. Considerada pólo educacional, a cidade é sede da 28ª Superintendência Regional de Ensino que abrange 14 municípios.
No Ensino Superior estão presentes o UNIPAM - Centro Universitário de Patos de Minas, o mais antigo, pertencente à FEPAM - Fundação Educacional de Patos de Minas; a SESPA e a FPM - Faculdade Patos de Minas, além de cursos ministrados à distância como o EADCON. Alguns cursos do IFET Uberaba serão ministrados numa extensão que está em fase de implantação. Também estão presentes a FINOM - Faculdade do Noroeste de Minas e a UNINGÁ, com cursos de pós-Graduação, além do Curso a Distância de Pedagogia pela UFU - Universidade Federal de Uberlândia.
Em abril de 2010 foi anunciada a vinda de uma extensão da UFU com cursos ainda a ser definidos. A instalação de um campus avançado da UFU já foi confirmada e, em 2011, irão funcionar 3 cursos da área de Engenharia em Patos de MInas.
UFU - Universidade Federal de Uberlândia - Campus Patos de Minas
Curso ↓
Turno ↓
Modalidade ↓
Habilitação ↓
Engenharia de Alimentos
Diurno
Bacharelado
-
Biotecnologia
Diurno
Bacharelado
-
Engenharia de Telecomunicações
Diurno
Bacharelado
-

Unipam - Centro Universitário de Patos de Minas
Curso ↓
Turno ↓
Modalidade ↓
Habilitação ↓
Administração
Diurno e Noturno
Bacharelado
Administração Geral / Gestão Financeira / Gestão de Agronegócios / Gestão de Pessoas e Marketing
Agronomia
Diurno e Noturno
Bacharelado
Ciências Biológicas
Diurno e Noturno
Licenciatura e Bacharelado
Ciências Contábeis
Noturno
Bacharelado
Comunicação Social
Noturno
Bacharelado
Jornalismo / Publicidade & Propaganda
Direito
Diurno e Noturno
Bacharelado
Educação Física
Noturno
Bacharelado e Licenciatura
Enfermagem
Diurno e Noturno
Bacharelado
Engenharia Ambiental
Noturno
Bacharelado
Engenharia Civil
Noturno
Bacharelado
Engenharia de Produção
Noturno
Bacharelado
Engenharia Química
Noturno
Bacharelado
Farmácia
Diruno
Bacharelado
Análises Clínicas
Física
Noturno
Licenciatura
Fisioterapia
Diurno e Noturno
Bacharelado
História
Noturno
Licenciatura
Letras
Noturno
Licenciatura e Bacharelado
Língua Portuguesa e Literatura
Matemática
Noturno
Licenciatura
Medicina
Diurno
Bacharelado
Nutrição
Noturno
Bacharelado
Pedagogia
Noturno
Bacharelado
Magistério / Supervisão Pedagógica / Orientação Educacional / Inspeção Escolar
Psicologia
Noturno
Bacharelado
Formação de Psicólogo
Química
Noturno
Licenciatura e Bacharelado
Secretariado Executivo
Noturno
Bacharelado
Sistemas de Informação
Diurno e Noturno
Bacharelado
Zootecnia
Noturno
Bacharelado
FPM - Faculdade Patos de Minas
Curso ↓
Turno ↓
Modalidade ↓
Habilitação ↓
Administração
Bacharelado
Biomedicina
Bacharelado
Biologia
Educação Física
Enfermagem
Bacharelado
Farmácia
Bacharelado
Fisioterapia
Bacharelado
Matemática
Nutrição
Bacharelado
Odontologia
Bacharelado
Psicologia
Bacharelado
Formação de Psicólogo
Química
Bacharelado
Engenharia Elétrica
Bacharelado
Sespa - Sociedade de Ensino Superior de Patos de Minas
Curso ↓
Turno ↓
Modalidade ↓
Habilitação ↓
Educação Física
Noturno
Bacharelado

Obras
Os projetos públicos mais importantes são a melhoria elétrica e a revitalização do Mercado Municipal, a revitalização do Parque do Mocambo e do complexo da Lagoa Grande, a construção da Estação de Tratamento de Esgoto e três viadutos: um sobre a Fátima Porto, ligando a região central à Cidade Administrativa, que já está em pleno funcionamento, que tenta centralizar todos os serviços públicos do município no Bairro Eldorado. Os outros dois serão construídos no Trevo da Pipoca (saída para Brasília) e no Trevo do Aeroporto na BR-354 (Saídas para Belo Horizonte e Uberlândia). Este último já em construção. O 'trevo da pipoca' foi inaugurado pelo presidente Lula, via vídeo-conferência, no dia 14 de junho de 2010. No âmbito privado as maiores iniciativas serão a futura construção do Campus do UNIPAM na Avenida Marabá. A ampliação da Cemil, no Distrito Industrial II. Tanto o estádio quanto o frigorífico já estão funcionando 'a pleno vapor'.
A Ceasa Regional foi inaugurada dia 28 de junho e contou com a presença de autoridades do município e do Estado na área de abastecimento e desenvolvimento econômico.
Economia
Agropecuária
A agropecuária é a principal atividade econômica da cidade de Patos de Minas.
A agricultura é bastante diversificada com produção de grãos e hortifrutigranjeiros. Os produtos que se destacam são o milho, arroz, soja, feijão, café, maracujá, tomate e horticultura.
O município e região possuem modernos sistemas de irrigação de lavouras. Patos de Minas é considerada modelo nesse sistema, com destaque até mesmo pelo página da Universidade da Califórnia, EUA.
A bovinocultura possui significativa importância econômica e social para o município, com um rebanho de 195.422 cabeças (levantamento da Censo Agropecuário do IBGE - 2008). Patos de Minas também é considerada pólo nacional de genética suína, detendo 70% da tecnologia nacional em melhoramentos suínos, tendo um efetivo de 165.000 cabeças.
O Censo Agropecuário realizado pelo IBGE em 2008 coloca Patos de Minas como o segundo município com maior produção de leite do país, atrás apenas do município de Castro no Estado do Paraná e à frente de Piracanjuba, em Goiás. O rebanho de vacas ordenhadas no município era de 58.040 vacas e 109.696 litros de leite tiradas.
O negócio no campo ganhou tanto status por aqui que mereceu recentemente reportagem de capa na Revista Exame (14 de Novembro de 2001) intitulada "Virada no Campo".
Com cerca de 450 indústrias e 2.500 estabelecimentos comerciais, o município participa com 0,38% da arrecadação do ICMS no Estado de Minas Gerais. Somando-se a outras receitas, ocupa o 19º lugar na arrecadação geral do Estado e o16º em população. Patos de Minas é tida como referência na prestação de serviços para diversos municípios de uma vasta região do estado. Nas décadas de 80 e 90 o crescimento deste setor somou mais de 130%.
Turismo
Parque do Mocambo
Patos de Minas apresenta um grande potencial para o desenvolvimento do Turismo de Eventos, de Negócios e do Ecoturismo, oferecendo toda a infra-estrutura necessária para atender bem aos visitantes. Conta com uma moderna rede hoteleira e bons restaurantes, incluindo os de comida italiana, japonesa, chinesa libanesa e mexicana, além dos bares, pizzarias e fast foods. As vias de acesso à cidade estão em bom estado de conservação. Todos esses fatores aliados à segurança e à hospitalidade do povo patense criam um ambiente favorável ao turismo e consolidam a vocação do Município para o comércio e prestação de serviços. Com uma paisagem formada por suaves montanhas e uma vegetação típica do cerrado, Patos de Minas ainda esconde recantos naturais propícios para o desenvolvimento dos esportes ligados à natureza e do turismo rural.
Esportes
O futebol é o principal esporte da cidade, com o basquete vindo em segundo lugar. Patos de Minas é conhecida no estado por seus times tradicionais de futebol: a União Recreativa dos Trabalhadores e também o Esporte Clube Mamoré, cujo novo estádio foi construído recentemente. No futebol amador se destacam o Paranaíba; o Clube Atlético Olaria, do Bairro Rosário e o Vila Esporte Clube, do Bairro Vila Garcia. As escolinhas de futebol mais importantes da cidade são essas, juntamente com a do PTC e do Caiçaras Country Club, principais clubes recreativos da cidade.
O desporto em todas as suas esferas é coordenado pela Liga Patense de Desportos (LPD). Também merecem destaque a importância que vem ganhando alguns esportes como o mountain bike e o motocross. As escolas também realizam um trabalho muito importante com os estudantes e todos os anos são realizados os JOJU - Jogos da Juventude. Em 2006 a cidade sediou as finais do JIMI - Jogos do Interior de Minas e os JUEMG - Jogos Universitários do Estado de Minas Gerais, que foram realizados no UNIPAM.
Geografia
Demografia
A população do município de Patos de Minas, de acordo com o último censo realizado pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, divulgado em 1º de dezembro de 2010, apresenta os seguintes dados:
  • População masculina: 67.989 habitantes - 48,97%,
  • População feminina: 70.847 habitantes - 51,03%,
    • Total das populações por gênero: 138.836 habitantes - 100,00%.
  • Zona urbana: 127.864 habitantes - 92,10%,
  • Zona rural: 10.972 habitantes - 7,90%,
    • Total da população do município: 138.836 habitantes - 100,00%.
Hidrografia
Bacia hidrográfica
Relevo e topografia
Relevo
  • Altitude máxima: Divisa com o município de Cruzeiro da Fortaleza – 1.193 mts
  • Altitude mínima: Foz do Córrego Sussuarana – 765 mts
  • Ponto central: 833,84 mts
Topografia
  • Plano: 5%
  • Ondulado: 90%
  • Montanhoso: 5%
Áres urbanizada
De acordo com a EMBRAPA, Patos de Minas é o 16º maior município urbanizado de Minas Gerais.
1º) Belo Horizonte - 282,3 km²
2º) Uberlândia - 135,3 km²
3º) Contagem - 99,9 km²
4º) Betim - 77,4 km²
. . .
16º) Patos de Minas - 22,77 km²
Referências
  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
·         http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/f/f4/Bandeira_de_Minas_Gerais.svg/25px-Bandeira_de_Minas_Gerais.svg.pngPortal de Minas Gerais

0 comentários: